A vida humana!

Featured image

O que seria a vida se não um amontoado de escolhas aleatórias, de coisas mais ou menos planejadas e objetivadas e de almas mais ou menos perturbadas lutando para que suas vivências tenham algum sentido por si e para os outros em um jogo de sorte.
Nesse turbilhão de ilusões, perdas, sucessos inócuo de individualismos materiais oriundos de um extravagante amor próprio é bom sentir o coração e saber que de fato ele bate. Não o meu coração mas o coração que bate independente de nós, o coração da mãe, da família dos amigos verdadeiros e escassos, que cultivados a partir de uma pequena e frágil sementinha, podem se tornar grandes árvores fortes robustas capazes de arranhar o céu.
Acho que a felicidade é isso, arranhar o céu!! Alcançar o inalcançável, superar os grandes muros da distância e da alma que sozinha não é fértil suficiente para erguer-se em direção ao oceano sublimado. É por isso que hoje, somente por mais um dia, consegui arranhar o céu!
É no seio da alteridade que se funda o amor e este encontrou seu lugar organicamente intrincado na complexidade do corpo e da alma que busca com o desespero dos náufragos pela vida, arranhar a superfície, o céu, o fôlego e a vida.
Que a sorte seja lançada!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s