A vida que insistimos em anestesiar

Featured image

A Cada dia percebo que as coisas estão ficando mais e mais insanas e que a normalidade, em todas as suas variáveis, é um estado psicológico de defesa. Nós estamos constantemente nos alienando do mundo cruel e violento, pois como seres sociais que somos, vivemos em uma sociedade que nos destrói. Assim nos alienamos e para não nos incomodar, nos alienamos para não chorar, nos alienamos para não se exaltar, enfim para não sofrer, mas infelizmente ao nos refugiarmos da realidade contribuímos, e muito, para a condição de domesticação humana. Infelizmente, ou felizmente, fechar os olhos não impede que você, eu e nós, cotidianamente, a senhora realidade nos de tapas na cara. Mesmo que só compreendamos seus efeitos tardiamente. Se pararmos para sentir a dor, sem medo deste constante contato da realidade, poderemos ver que o tabefe se torna um afago de compreensão critica sobre o que é mesmo essa realidade. É possível, dentro da cultura do silêncio que nos apresentaram, e que tanto protegemos nos colocarmos na posição de enfrentamento da sedutora abdicação generalizada que nos rodeia. Abdicação que tem no consumo o preenchimento do vazio social… de nossa necessidade de gente. Essa abertura, confrontada com a realidade que eu e o outro vivenciamos nos fará mais tolerantes com a existência intencional de muitas outras pessoas… Poderemos até um dia perceber que perto de nós, em um beco escuro e sujo, vivem pessoas. E nos questionaremos se ela, enquanto gente, esta de fato vivendo como tal? Não adianta tapar os olhos com pão ou circo, pois essa sua coleira nunca vai deixar de se apertar, até chegar o dia em que os seus olhos ficaram permanentemente fechados. E eis a questão que surgirá… O que eu vivi? E acompanhada dela a terrível percepção de que a minha vida foi vivida para os outros e que o tempo nunca realmente volta atrás.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s