Cores e seus significados em outras culturas

Seja na cultura ocidental ou em outras culturas, as cores desempenham um papel fundamental na construção sócio-cultural das pessoas. A simbologia das cores está sempre presente em nossas vidas, já parou para pensar?

Na publicidade, na moda, na decoração de ambientes;  de fato as cores tem uma influencia psicológica sobre nós – claro que de acordo com cada cultura, esta influencia se modifica – mas o poder dela em nos transmitir determinadas sensações se mostra claramente, quando nos sentimos mais agitados em um ambiente com cores quentes, e mais tranquilos em um ambiente com cores frias. Continuar lendo

Anúncios

#Toc Queridas de 71

Luiza, por que você escolheu fazer uma lista com as músicas queridas do ano de 1971?

 Não foi pelo EP’s lançados pelo Novos Baianos, também não foi pelo Jardim Elétrico dos Mutantes, nem pela Construção do Chico ou Não quero dinheiro do Tim e nem Gilberto Gil do Gil. Não foi por causa do lançamento de Gal, Fa-tal, também não foi pela produção do incrível Transa, do Caetano. Então foi por causa do Led Zeppelin? Black Sabbath? The Doors? Pink Floyd? Janis? Rolling Stones? Óh céus, não!

Foi só uma escolha aleatória de ano que me deixou com o coração na mão por escolher apenas UMA música querida deste ano, que deu um gostinho do que estava por vir nos 70. A música dessa década, que teve concepção lá em Woodstock,  nasceu ultrapassando o inteligível, mexendo com os sentidos, com o proibido, com o desconhecido, e aí, véi… é se jogar!

 Deguste. Com os ouvidos, com o coração, com as entranhas.

Se liga na escolha de cada um:

Dê um rolê – Luiza

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos – Fernando

Imagine – Natália

The Battle of evermore – Manuela

Asa Branca – Jair Paulo

(O André é mais vanguardista e prefere músicas mais atuais – na verdade ele está incrivelmente ocupado com os projetos lá no Timor Leste)

#JabutiAwards: Inspiradores

Convidei a galera para para dar início à nossa coluna mensal com gostos ou desgostos: Jabuti Awards – ok, o nome não é dos melhores, é que o Prêmio Jabuti é importante demais para gente pegar o nome emprestado. O aviso tá dado. Vai ter lista sim!

E como os Novos Baianos diziam, andamos e pensamos sempre com mais de um, por isso… a primeira lista é sobre os sites ou blogs nos inspira para fazer o nosso ♥ Vem! sandra-bullock OSCAR Continuar lendo

Todo dia ela vinha

Seus olhos diziam muito, sua expressão corporal também e, embora a situação em que se encontrava não fosse das mais favoráveis, tudo em Alice dizia que ela estava bem.

Alice era feliz.

Talvez seu pior defeito sempre fora esperar demais dos outros. Às vezes era surpreendida com exageradas demonstrações de carinho – em grande parte motivados por seus olhos doces – e às vezes ela esperava por tempo demais, até as circunstâncias mostrarem que daquele mato não sairia coelho.

Tudo bem, ela não se decepcionava.

Alice era feliz. Com seus olhos felizes,  rabo abanando felicidade,  seguia em frente,  buscando alguém que lhe desse um pouco de açúcar ou afeto.